<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11512529\x26blogName\x3dEstupidamente+Feliz\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://estupidamentefeliz.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://estupidamentefeliz.blogspot.com/\x26vt\x3d-3372212108791558975', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

30.3.06

Cá para fora!

Preciso mandar estas coisas desencantadas cá para fora, senão corro o sério risco de ser corroído por elas.

Better out than in.

Assim até posso olhar para elas com um olhar distante, como quem se afasta para compreender um quadro impressionista.
Posso estudá-las.
Compreender de onde vieram.
Perceber onde vou.
E o que levo comigo.

Vou leve.

Estupidemente Infeliz








Não consigo deixar de pensar que as pessoas que têm sempre um sorriso na cara são extremamente infelizes.

Porque sim!

Cada vez mais parece-me uma óptima razão.

Já que ninguém ouve realmente a razão.

29.3.06

Mau

Começo a achar as facetas más das pessoas mais interessantes que as facetas boas.
Normalmente são mais genuinas.
As facetas.
As pessoas nem por isso.

27.3.06

Los Hermanos



Xiu!
Oiça.

Quem se atreve a me dizer do que é feito o samba?
Quem se atreve a me dizer?
Não, eu não sambo mais em vão
O meu samba tem cordão
O meu bloco tem sem ter e ainda assim
Sambo bem a dois por mim
Bambo e só, mas sambo sim
Sambo por gostar de alguém gostar de

Me lavra a alma, me leva embora
Deixa haver samba no peito de quem chora

Quem se atreve a me dizer
do que é feito o samba ?
Quem se atreve a me dizer?

Quem me ensinou a te dizer
Vem que passa o teu sofrer
Foi mais um que deu as mãos entre nós dois
Eu entendo o seu depois
Não me entenda aqui por mal
Mas pro samba foi vital falar em

Me laça a alma, me leva agora
Já que um bom samba não tem lugar nem chora

Nem se atreva a me dizer
Do que é feito o samba
Nem se atreva a me dizer

E agora?
Quer sambar a dois?

ps: agora substitui a palavra "samba" por "amor"
ps2: já samba?

Problema

Quero sempre mais do que aquilo que me dão.

Só mais um bocadinho.
Mas sempre mais.

26.3.06

Coisa assim meio boa

Tive a ler as coisas antigas, do inicio, do blog.
Surpresa das surpresas, gostei muito do que li!
Antes escrevia uns textos muito grandes, muito revoltados, ou então muito grandes e muito profundos.
Acho que vou ler tudo de novo.
Bendito seja com inventou esta coisa do blog.
Se bem que os diarios já existem desde os primordios do ser humano.
Isto não é novidade nenhuma.
É porque as outras pessoas podem ler, e caso optes por ser transparente
Mudei assim tanto no espaço de um ano?
Vou mesmo ler aquilo tudo, para perceber onde estava e onde estou agora!
Será que é má ideia?
Porra que gostei mesmo de ler aquelas coisas passadas.
Como disse a outra que antes não conhecia e agora conheço só e apenas por causa e através do blog
-Tu escreves muito bem, às vezes.
Eu, pouco humildemente, depois de ler o que já escrevi, só consigo concordar.

ps:e quando ler o blog daqui a 50 anos?

23.3.06

A fase da víscera

"Felicidade visceral.
Visceralmente feliz.
Lua visceral.
Víscera lunar."

S.

Trocaram-me a fase por miudos.
Até que enfim!

ps: reservo-me ao direito de não linkar
ps2: ok eu linko...

Perguntem-me

O que quiserem.

É a melhor maneira de me conhecer a mim próprio.

22.3.06










IMAGINA








Pergunto

Quanto tempo demora uma pessoa a aprender?

ou seja

Quantas cabeçadas são precisas?

21.3.06

Romance (de mão)

-Ai, tens a mão fria!
-Mas, é a MINHA mão...
-...

17.3.06

Porquê?

Há pessoas que recusam que algo de bom lhes aconteça.

Corrente

Estou cansado de remar.
Puxem-me por favor.
Só para eu descansar um bocado.

11.3.06

Bla bla bla

Bla bla la bla bla, bla, blalb lalaa, bla laba laaa.
Bal la bala bla.
Bla bla ala, ablla all aballa l lbla lblla a la laa.
Alla blla a bla, aal, bla bllalas al ls al lalsl.
Bla bla la bla bla, bla, blalb lalaa, bla laba laaa.
Bal la bala bla.
Bla bla ala, ablla all aballa l lbla lblla a la laa.
Bla.
Alla blla a bla, aal, bla bllalas al ls al lalsl.
Bal la bala bla.
Bla bla ala, ablla all aballa l lbla lblla a la laa.
Bla.
Alla blla a bla, aal, bla bllalas al ls al lalsl.

Patati patatá.

10.3.06

Desencanto

Um
-Olha, já viste? O ceu é azul!!!
-Não é nada...
-É sim, olha!!
-Nah..
-Mas...já olhaste?
-Não!
-...e porque não olhas?

Dois
-Já viste o ceu azul?
-Azul? Tás parvo?
-Sim, olha lá!!
-Não olho nada, sei perfeitamente que não é azul...
-Mas já olhaste?
-Epah, isso é lá a tua opinião!!
-...a minha..? Mas...

Três
-Sabes qual é a cor do ceu?
-Eh...lá tás tu com as tuas coisas...
-Mas sabes?
-Não...
-E gostavas de saber?
-Oh...nunca pensei nisso...
-Então o que estás à espera?
-Epá, deixa-me em paz com as tuas maluquices...

(...)

Sete
-...
-Que tás a fazer?
-A olhar para o ceu...
-Que parvoice...
-Mas já olhaste? É azul, sabias?
-Pra isso olho para o mar...
-ok...

(...)

Dez

-...
-OLHA O CEU É AZUL!!!
-...
-JÁ VISTE?
-...
-Nunca tinha visto!!!!!!
-...quero lá saber...

8.3.06

Deliciem-se

e recordem com saudade.

6.3.06

Triste

é eu desistir de ti
e tu nem dares por nada.

3.3.06

Saudades

Maiores que o maior gigante
Mais laranja que a laranja mais laranja
Mais lentas a passar que o caracol mais nabo

1.3.06

Em tão

pouco

tempo

escureceu

tanto